OK

OK Cancelar

Obrigado

Fechar

Segment : ART_SEG_HUB_NEOVADIOL_2

Quais os suplementos que deve tomar durante a menopausa?

  • Favoritos

Quais os suplementos que deve tomar durante a menopausa?

Falemos da quantidade de informação a processar com a chegada da menopausa. Um possível caos! Dicas, sugestões, “mézinhas” e tantas outras métricas a considerar. Claro que cada mulher quer preparar essa fase com antecedência, claro que quer cuidar de si própria. Suplementos na menopausa, sim ou não? Sim, mas com a informação certa do seu lado. Não se preocupe, temos algumas respostas que a vão ajudar neste processo.

Os suplementos são considerados, algumas vezes, um mistério. Muitas mulheres só os descobrem na menopausa. Aproximadamente 40 a 75% das mulheres recorrem a medicinas alternativas – desde dietas, meditação, acupuntura e massagens – em busca de fórmulas que ajudem a aliviar os sintomas da menopausa. Porém, a popularidade reina entre os suplementos, uma vez que estes acabam por amenizar muitos dos sintomas de uma forma mais direta. Para desmistificar o assunto e poder aconselhar de forma fidedigna, fomos saber quais os suplementos que deve tomar e como pode fazê-lo com a ajuda da dietista e especialista Vichy, Agnieszka Szmurto. Aqui fica a lista dos mais importantes:

Cálcio e Vitamina D

Durante a fase da menopausa, a perda de densidade óssea é acentuada. A mulher pode chegar a perder, nos primeiros cinco anos da menopausa, cerca de 2 a 3% de massa óssea. O cálcio e a vitamina D são, por isso, dos suplementos mais importantes.

Polifenóis e Fitoestrogénios

Os polifenóis são as substâncias antioxidantes que mais abundam na alimentação. Desempenham um papel chave na prevenção das doenças cardiovasculares, na atividade anti-inflamatória e na prevenção da obesidade e da diabetes. Têm, também, benefícios no combate de vários tipos de cancro e de doenças neurodegenerativas. São essencialmente provenientes de frutas e bebidas derivadas de plantas, tais como o chá, café ou vinho tinto. As verduras, cereais, chocolate e leguminosas secas, contribuem também para a ingestão total de polifenóis.

Os fitoestrogénios (ou estrogénios vegetais) consistem num grupo de substâncias com origem em várias espécies vegetais que se caracterizam por apresentarem alguma atividade estrogénica. Do ponto de vista estrutural, são muito parecidos com os estrogénios naturais. Podem ser encontrados em cereais, legumes e hortaliças (como o trevo-roxo, a couve-galega, couve-flor e couve-roxa), sendo a soja uma das fontes mais abundantes.

O envelhecimento da pele é também uma das mudanças marcantes na mulher e os suplementos mencionados ajudam a retardar estes sinais. Irão conceder ao corpo efeitos semelhantes do estrogénio, sendo benéficos para reduzir o risco de doenças cardiovasculares.

Ômega-3

Este grupo de suplementos vai proteger o sistema cardiovascular das mulheres na pós-menopausa. Ajuda também a reduzir o risco de depressão, tal como o risco de desenvolver cancro da mama. A sua importância é ainda grande ao nível cerebral, uma vez que a gordura deste suplemento ajuda a restaurar as membranas, deixando-as mais flexíveis o que contribui para um funcionamento mais eficiente do cérebro promovendo as funções da memória e do foco.

Complexos multivitamínicos

Para que a queda de cabelo, um dos sintomas normais na menopausa, não seja tão acentuada, os dermatologistas recomendam os complexos multivitamínicos aconselhados aos vegetarianos, como vitaminas A, D, E. 
Nada melhor do que a informação certa para resultados eficazes. As cábulas são suas!

Outros artigos sugeridos

go to top