OK

OK Cancelar

Obrigado

Fechar

Consequências da Menopausa: quais são as mudanças para a vida da mulher?

  • Favoritos

Conheça, em detalhe, as consequências da menopausa e quais são realmente as mudanças para a vida da mulher

Consequências da Menopausa: quais são as mudanças para a vida da mulher?

Todas as mulheres vivem a menopausa de forma diferente, algumas sem repararem logo nas alterações e outras a sentirem que o tapete lhes foi completamente puxado. Não há uma fórmula estanque que determine o impacto com que irá sentir estas mudanças. Mas quanto mais informada estiver acerca das consequências da menopausa, melhor irá lidar com toda esta fase. E lembre-se, é um momento que deve ser vivido com naturalidade e com a informação do seu lado. Dessa forma, quase que nem vai dar por nada. Afinal, por quantas fases e momentos já passou com distinção ao longo da vida?

Então, que sintomas realmente são causados pela menopausa?

Na perimenopausa, pouco tempo antes da menopausa, os níveis hormonais diminuem e aumentam drasticamente, sendo um período marcado por esta instabilidade. Na verdade, e se pensar nisso, os ovários das mulheres trabalham ininterruptamente desde a adolescência, produzindo um óvulo todos os meses. É natural que, a determinado momento, se cansem, certo? Quem o defende é Mukherjee, consultor endocrinologista do Hospital Manchester Spire. Assim sendo, os níveis de estrogénio começam a cair sem parar.

A maioria das mulheres começa, desde então, ao início de forma mais ligeira, a experienciar alguns sintomas: afrontamentos, períodos intensos e/ou irregulares de alterações de humor, cansaço profundo, sono interrompido, entre outros. Consulte o nosso artigo sobre os sintomas da menopausa para saber mais.

E porque é que tudo isto acontece?

A glândula pituitária do nosso cérebro compensa a queda abrupta dos níveis de estrogénio. Por essa razão, produz hormonas que tentam fazer os ovários trabalharem mais. O resultado vai muito além disso, residindo nos efeitos colaterais da sobrecarga de estrogénio, que podem ser desafiantes. É por isso que depois existem, por exemplo, oscilações de humor. O que torna tudo mais difícil de situar é o facto de também não existir um calendário: para algumas mulheres a menopausa dura anos. Já para outras, vem e vai praticamente da noite para o dia.

Qual a melhor forma de gerir a menopausa?

Cerca de 20% das mulheres opta pela terapia hormonal de substituição durante a menopausa, para repor os baixos níveis de hormonas, mas lembre-se que esta opção tem sempre de partir de um conselho adaptado do seu ginecologista. No entanto, existem mudanças no estilo de vida que podem ser tão ou mais eficazes ao lidar com as consequências da menopausa. Desde uma alimentação mais saudável a uma nova rotina regular de exercício, os benefícios são extremamente positivos e poderão ser sentidos a vários níveis. Para além disso, existem mesmo hábitos e produtos/ serviços que facilitam o dia a dia. 

Falamos, por exemplo, de cremes hormonais vaginais, que poderão ajudar no desconforto durante a relação sexual. Ou de suplementos para os ossos (indicados por especialistas), sobretudo no caso de familiares com histórico de osteoporose. Já para quem sofre com afrontamentos contínuos, muitos deles durante a noite, impedindo o sono e depois causando atrito entre o casal, existem edredons já desenvolvidos por empresas focadas no tema, mais quentes numa metade e mais frios na outra. Também, se sentir a sua pele mais seca e o cabelo mais fino (embora muitas mulheres possam sentir também o seu cabelo mais bonito), existem produtos para ajudar a melhorar a densidade e a hidratação em ambos os casos. Já no caso da memória que pode sentir que tem vindo a falhar um bocadinho, algo tão simples como os populares post-it ou as notas do telemóvel poderão tornar-se aliados de peso e resolver muitas situações.

Por outro lado, a consulta de especialistas poderá ter um papel de total mudança de paradigma: às vezes, as coisas que parecem mais complicadas têm soluções simples. Mas, em muitos casos, é o isolamento e a sensação de estar a passar por tudo sozinha que faz com que as mulheres sintam a menopausa de uma forma mais complicada do que realmente tem de ser. As pesquisas mais recentes têm mostrado que, mesmo assim, mais de metade das mulheres nesta fase não falam com profissionais. Procure também o apoio da família e dos amigos neste momento. Sair de casa e fazer planos é sempre uma boa opção para contornar alguns dos sintomas que possa estar a sentir.

Outros artigos sugeridos

go to top