OK

OK Cancelar

Obrigado

Fechar

Como perder barriga na menopausa

Perder a "barriga" é principalmente uma questão de exercício. O seu tecido adiposo não vai ajudar por causa de todas as mudanças que já tem que lidar. Mas uma nutrição saudável deve fazer maravilhas!

Como perder barriga na menopausa

É de conhecimento geral que perder uns quilos aos 20 anos, é bem mais fácil do que aos 50. Não só pelos níveis de energia, como por questões hormonais. Durante a altura da menopausa, a distribuição do tecido adiposo muda de forma específica, acumulando excesso de gordura no abdómen, causando a famosa “barriga” – aquela que mói e demora a ir embora. A melhor estratégia é não esperar que ela se instale, mas sim contrariá-la aos primeiros sinais(2). Surge a questão: “mas como?”. Damos-lhe as três dicas essenciais que precisa de ter do seu lado.

As famosas “dietas”

Evite as dietas supostamente milagrosas - o jejum, as dietas de fruta ou rica em proteínas. Deve basear-se numa dieta rica em fibras e equilibrar com o consumo de vegetais e frutas.
As dietas extremistas geralmente causam um rápido declínio no peso corporal, porém podem causar deficiências de vitaminas e minerais, perda de proteína e até mesmo perturbações no equilíbrio de água. Perde-se não apenas gordura, mas também massa muscular.

Personalize a sua dieta e faça exercício físico

Além disso, seguir um plano racional de perda de peso aconselhado individualmente por um nutricionista pode contribuir para a melhoria, não apenas na aparência, mas também naquilo que é mais importante, o seu estado de saúde(1).
Bem sabemos que, como quase em tudo, o difícil é começar! Criando regras e assumindo o compromisso, metade do caminho fica feito.

Adeus açúcar

Limite a ingestão de açúcar ou elimine-o por completo. Para quem não o consegue fazer a 100%, opte por usar açúcar natural – presente na fruta – ou opções saudáveis como chocolate preto acima dos 70% de cacau, açúcar de coco, mel, canela ou stevia.

Como perder gordura na barriga?

Nunca se esqueça de ler os rótulos dos produtos.

Adeus alimentos processados, assados, fritos, margarinas e tudo o que contém gorduras produzidas industrialmente. Além de prevenir a acumulação de gordura no abdómen, estará também a precaver doenças cardiovasculares!

A primeira regra é muito importante: não saltar nenhuma refeição. Isso significa fazer 4-5 refeições por dia a cada três horas, baseadas em alimentos ricos em fibras: frutas, legumes, frutos secos e grãos integrais (por exemplo aveia e arroz integral). É importante lembrar que batatas, batatas doces e outras raízes não são classificadas como frutas ou vegetais!

Segunda regra: uma dieta saudável passa também por reduzir a quantidade total de gordura ingerida. E reduzi-la pode passar por algumas alterações na forma de cozinhar os seus pratos. Opte sempre por retirar a parte gordurosa da carne, usar óleo vegetal (e não óleo animal) e prefira cozer em vez de fritar. Além disso, limite o consumo de alimentos que contenham grandes quantidades de gorduras saturadas, como queijo, gelados, carne gordurosa e manteiga.

Por último, mas não menos importante, opte usar menos de 5g de sal (equivalente a uma colher de chá) por dia. Pequenas alterações que podem fazer toda a diferença no funcionamento do seu corpo e no seu bem-estar físico!



Elementos que se deve lembrar para perder a barriga durante a menopausa

A menopausa é uma mudança importante, mas algumas regras não mudam muito! Para perder a barriga, as regras são estas:
·      Faça exercício regularmente
·      Opte por uma nutrição saudável
·      Não coma doces e alimentos gordurosos

Regras para uma dieta saudável:
1.     Coma um número certo de refeições por dia
2.     Coma produtos ricos em fibra
3.     Evite açucar
4.     Evite refeições gordurosas

Se estas regras não são o suficiente, procure ajuda de um especialista. Um nutricionista deverá ser uma prioridade.

FONTES:

[1]. Brończyk-Puzoń A, Piecha D, Nowak J, Koszowska A, Kulik-Kupka K, Dittfeld A, Zubelewicz-Szkodzińska B.
Guidelines for dietary management of menopausal women with simple obesity. Prz Menopauzalny. 2015 Mar; 14(1):
48–52.
[2]. Pertyński T, Stachowiak G. Menopause — facts and controversies. Polish Journal of Endocrinology; vol 57; no
5/2006 ISSN 0423–104X.
[3]. Jull J, Stacey D, Beach S, Dumas A, Strychar I, Ufholz L, Prince S, Abdulnour J, Prud’homme D. Lifestyle
Interventions Targeting Body Weight Changes during the Menopause Transition: A Systematic Review. J Obes. 2014;
2014: 824310.
[4]. Mastorakos G, Valsamakis G, Paltoglou G, Creatsas G. Management of obesity in menopause: Diet, excercise,
pharmacotherapyand bariatric surgery. Maturitas. 2010 Mar;65(3):219-24.
[5] Ciborowska H, Rudnicka A. (2007). Żywienie w otyłości (adipositas). Dietetyka. Żywienie zdrowego i chorego
człowieka. Warszawa. PZWL
[6]. World Health Organisation Global Infobase. http://www.who.int/en/news-room/fact-sheets/detail/healthy-diet

Outros artigos sugeridos

Como é que a menopausa afeta a sua pele?

Pele & nutrição

Como é que a menopausa afeta a sua pele?

A perda de firmeza e secura são alguns dos sintomas mais frequentes no que diz respeito a pele na menopausa. As nossas especialistas explicam o que acontece e como pode contrariar estes efeitos.

ler artigo

Alimentação na menopausa

Pele & nutrição

Alimentação na menopausa

A menopausa afeta as mulheres com uma série de sintomas incontroláveis. Seguir uma alimentação saudável na menopausa pode reduzir estes sintomas.

ler artigo

go to top

Skinconsult

DIAGNÓSTICO DE PELE BASEADO NUM ALGORITMO DE ENVELHECIMENTO DESENVOLVIDO COM DERMATOLOGISTAS E INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

1 minuto
para analisar
a tua pele

Tira uma selfie

Preenche o perfil

Descobre a tua rotina de skincare personalizada

Linhas finasA tua força
Rugas dos
olhos
A tua prioridade
Falta de firmeza

Faz um
Diagnóstico de pele

circle1circle2circle3circle4