OK

OK Cancelar

Obrigado

Fechar

Verdadeiro ou falso: análise ao sangue deteta menopausa?

  • Favoritos

Análises de sangue detetam menopausa: verdadeiro ou falso? Conheça os sintomas e como diagnosticar a chegada da menopausa.

Verdadeiro ou falso: análise ao sangue deteta menopausa?

Ao contrário de várias outras fases e mesmo de algumas patologias, a menopausa - período caracterizado pelo término na vida fértil da mulher – surge associada a sinais muito óbvios e pouco subtis, sendo, na maioria dos casos, facilmente detetável. Por isso mesmo, e embora possamos revelar-lhe, desde já, que a resposta à questão que colocamos no título é um forte “verdadeiro”, a necessidade de serem realizadas análises ao sangue para determinar a menopausa é muito reduzida (exceto nos casos de histerectomia/ remoção do útero). Explicamos-lhe porquê!

Como confirmar o diagnóstico de menopausa?

  • Sinais iniciais mais notórios: idade, ausência ou disrupção da menstruação durante alguns meses, afrontamentos, alterações de humor ou secura vaginal.
  • A ida ao médico será a maneira mais rápida de identificar a entrada na menopausa e é a forma ideal para perceber quais os melhores métodos para lidar com a fase em questão, discutindo os seus sintomas e percebendo se existe a necessidade de tratamento (por exemplo, de reposição hormonal).
  • Faça análises ao sangue apenas se mesmo depois da consulta, que determina os sinais clínicos mais evidentes, ainda sentir essa necessidade. Deverá realizá-las sob orientação do seu ginecologista, para garantir que o que procura está correto.

O que ter em atenção nas análises ao sangue para diagnóstico da menopausa?

Se recorrer a uma análise ao sangue para diagnosticar menopausa, será importante verificar os níveis da hormona folículo-estimulante (FSH) e do estrogénio, já que durante esta fase os primeiros tendem a aumentar (devido também ao aumento da testosterona), e os segundos a diminuir. 

Ainda assim, e o motivo pelo qual nem sempre este é o método mais eficaz prende-se com a dificuldade de interpretação dos resultados hormonais, que estão sujeitos a flutuações significativas. 

Por fim, o seu médico poderá ainda aconselhá-la a fazer análises adicionais para testar os níveis da hormona estimulante da tiroide (TSH), pois a sua disfunção pode provocar sintomas similares aos da menopausa. Falamos de uma análise que, mais uma vez, embora não determine com certeza a menopausa, possa permitir, por outro lado, excluí-la.

Juntamos, numa cábula final, 4 verdades a não esquecer sobre o tema:

  • Verdade nº1:  Os médicos tendem a identificar a menopausa com base no aparecimento de afrontamentos ou alterações de humor e, se necessário, com base em análises ao sangue.
  • Verdade nº2: Não há necessidade de se fazer análises ao sangue para confirmar a menopausa.
  • Verdade nº3: O seu ginecologista conseguirá dizer-lhe se entrou na menopausa com base em alterações físicas (afrontamentos, secura vaginal, irregularidade na menstruação).
  • Verdade nº4: Uma análise ao sangue será pertinente, de forma complementar, se observados os sintomas acima referidos.

Outros artigos sugeridos

go to top