OK

OK Cancelar

Obrigado

Fechar
Previous

O COURO CABELUDO,
UMA FONTE DE ÁGUA

Previous

O COURO CABELUDO,
UMA FONTE DE ÁGUA

Desejo incessante de água!

A pele do couro cabeludo está longe de ser seca.
O seu nível de hidratação, estimado em 10%, é o dobro do que está presente na pele de outras partes do corpo. A flexibilidade do couro cabeludo varia com o seu nível de hidratação.
Abaixo do nível crítico de 10%, a camada córnea enfraquece e os seus atributos biomecânicos (flexibilidade, coesão,...) ficam alterados.

Uma fonte de água incessante...
Água está sempre a ser trazida para a derme através da circulação sanguínea, e depois difundida pela epiderme. No entanto, a pele não consegue retirar água de fontes externas. Apenas em situações extremas é possível que uma pequena quantidade de água penetre a camada superficial córnea, por exemplo durante banhos prolongados.

Perdas de água constante
Água é perdida através da epiderme: tanto através da difusão como através da evaporação. Este processo é conhecido por Perda Transepidérmica de água (PTEA).

SABIA QUE?
Hidratação no couro cabeludo: o dobro do conteúdo de água do que o encontrado na pele de outras partes do corpo. Um couro cabeludo equilibrado depende do equilíbrio entre ganho e perda de água. A hidratação natural do couro cabeludo é regulada por diversas formas.

Formas naturais de garantir equilíbrio na hidratação
Como no resto do corpo, também a camada córnea no couro cabeludo está equipada com os meios necessários para limitar a sua perda de água. Os lípidos unem as membranas celulares à camada hidro-lipídica, formando uma barreira cutânea que mantém o nível de hidratação ótimo.
Para além disto, os fatores naturais de hidratação retêm água no interior das células da camada córnea. Estes constituem um concetrado de várias substâncias higroscópicas: como aminoácidos, ureia, ácidos orgânicos, glicerina, sais minerais e açúcares simples.