NOVO  Informações-chave sobre a política de cookies do nosso site. Descubra aqui.  Agora.

Se não tiver qualquer acção o sistema irá assumir que aceitou a nossa política de cookies.

Fechar

getGeoIPCountryCode = SiteAppCode = PT Test : 'PT/'

A marca Vichy está empenhada em preservar a confidencialidade dos dados pessoais que você transmite através deste formulário. Os dados pessoais recolhidos através deste formulário estão sujeitos a um tratamento concebido exclusivamente para Vichy, para efeitos de gerir o seu registo e gestão de orientação ao consumidor. Sob este tratamento, concordo que meus dados são transferidos em subsidiárias no exterior da UE, alguns deles não têm um nível adequado de protecção na acepção da Lei de Protecção de Dados e Liberdade.

Tem o direito de excluir dados de acesso, rectificação e oposição que lhe dizem respeito. Você pode exercer esse direito, a qualquer momento, enviando um e-mail para  [email protected]

Pode consultar a qualquer momento o seu Política de protecção de dados pessoais e as nossas Menções Legais.

OK

OKCancelar

Obrigado

Fechar

Verdadeiro ou Falso: 4 mitos sobre a caspa desmistificados

Verdadeiro ou Falso: 4 mitos sobre a caspa desmistificados
  • Favoritos

A caspa revela-se nos piores momentos, contribuindo para um enorme desconforto exatamente quando menos jeito nos dá. Desmistifique alguns dos mitos deste problema e garantimos-lhe: será “meio caminho andado” para poder enfrentar este problema.

1 ) “A caspa é toda igual”

FALSO.

A caspa pode dividir-se em duas categorias principais, sendo que por vezes há tipologias que não “cabem” em nenhuma das duas:

- Caspa Seca ou Pityriasis capitis: mais fina e com textura mais clara. Por norma não tem muitos sinais inflamatórios.

- Caspa Oleosa ou Ptyriasis steatoides: tem um quadro mais complicado, com maior espessura, um tom amarelado e muitas vezes com uma resposta inflamatória intensa. E, enquanto a anterior pode cair facilmente, esta tem a tendência a acumular-se na raiz.

2) “A caspa é sinónimo de cabelo oleoso”

FALSO.

Embora a caspa oleosa resulte do excesso de produção de sebo, que cria oleosidade, este é um problema que pode afetar todos os tipos de cabelo, com diversos comprimentos e texturas, desde oleoso a seco. Atenção a certos produtos de styling que podem levar a uma acumulação de resíduos, estimulando o aparecimento deste problema.

3) “Não existem tratamentos definitivos para a caspa”

VERDADEIRO.

Não existem tratamentos definitivos para este problema. Assim como os momentos de stress vão e vêm, a caspa também acaba por ser sazonal e pontual, reagindo ao seu organismo e saúde, física e psicológica.  Procure introduzir os hábitos de lavagem adequados, fazer uma esfoliação do couro cabeludo, nomeadamente com o novo Dercos Micro Peel, que pela microesfoliação remove o excesso de sebo e a acumulação de células mortas à superfície do couro cabeludo. O seu farmacêutico pode ajudá-la a construir um ‘plano de ataque’ para garantir que, se não consegue resolver o problema de vez, consegue pelo menos ver livre dele durante um bom par de meses.

Produtos sugeridos

  • 23251Anticaspa Micro peel Champô Exfoliante00DercosHAIR CAREChampôCuidado anti-caspa
    {Produto_Nome}

    Dercos

    Anticaspa Micro peel Champô Exfoliante

    Champô

    Champô exfoliante para eliminar a caspa aderente ao couro cabeludo oleoso

  • Outros artigos sugeridos

    go to top