OK

OK Cancelar

Obrigado

Fechar

Os 4 verdadeiros ou falsos da menopausa no verão

A menopausa afeta de forma direta a pele? Apanhar sol na menopausa faz bem? Os suores noturnos provocam irritações na pele? Descobre tudo!

Os 4 verdadeiros ou falsos da menopausa no verão

É uma das estações favoritas dos portugueses, não fosse o país banhado por um mar intenso e algumas das praias mais bonitas do mundo! Mas nem por isso a estação do calor é recebida com o mesmo entusiasmo em todas as fases da vida. Primeiro, com algum revirar de olhos, no início da adolescência, quando as férias de três meses parecem infinitas e os dias de praia  com a família são muito menos divertidos do que regressar a casa para sair com os amigos. Mais tarde, na menopausa, que pelas suas especificidades pode trazer desafios acrescidos aos dias de temperaturas intensas e tempos de secura extrema da pele.

Desengana-te, contudo, se achas que o verão já não é para ti. Sobretudo se és fã de piscina, praia, mergulhos, sol e tudo o que de bom trazem os dias mais compridos! Até porque, pelo contrário, a menopausa poderá transformar-se na melhor fase da tua vida: a confiança, o estilo de vida e a experiência já são outras. 

Por isso mesmo, e para que aproveites da melhor maneira a estação, com a ajuda da Dra. Leonor Girão, Médica Dermatologista, reunimos os 4 verdadeiros ou falsos acerca do tema!

A menopausa afeta de forma direta a pele – Verdadeiro

A queda de estrogénio neste período tem um impacto direto na atrofia cutânea, mas também na diminuição nos níveis de colagénio e, consequentemente, na perda de elasticidade, preenchimento e hidratação. Este último faz ainda com que a barreira protetora da pele fique extremamente reduzida, estando a mesma mais exposta aos potenciais perigos do dia a dia, uma realidade a ter especial atenção no verão, quando o sol é mais intenso sobre uma pele mais sensível.

Apanhar sol na menopausa faz mais bem do que mal – Verdadeiro e Falso

“O sol é notória e indiscutivelmente benéfico para a nossa pele (e não só), sendo responsável pela estimulação de vitamina D, essencial para várias funções do organismo, previne doenças e aumenta ainda a sensação de bem-estar”, começa por explicar a Dra. Leonor Girão. “No entanto, é preciso ter sempre em conta a forma como nos vamos expor ao mesmo. Não podemos dizer de forma perentória que apanhar sol faz mais bem do que mal, porque se o fizermos em horas de pico de calor e radiações, sem qualquer protetor solar e sem cuidados mínimos como os de hidratação da pele antes e depois, o estrago será certamente maior do que o benefício”.

De acordo com a especialista, é igualmente importante ter em conta que a radiação solar ultravioleta oxida a pele e contribui para o ressecamento da mesma. Ora, se estas são questões fundamentais a considerar em qualquer idade, assumem particular importância devido às já apontadas mudanças que ocorrem na pele na menopausa: fica mais sensível e fina e, por isso, o envelhecimento cutâneo e o fotoenvelhecimento acontecem a uma velocidade muito maior numa pele com uma exposição continuada ao sol, no verão, insuficientemente protegida e pouco hidratada.

Beber mais água na menopausa contribui para uma pele mais bonita - Verdadeiro

“Na verdade, é algo que poderá ser transversal a qualquer fase da vida. Todavia, é indiscutível que quanto melhor hidratarmos a pele no momento em que ela mais precisa – interna e externamente – mais saudável estará”, continua a dermatologista.

Os suores noturnos, aos quais acrescem as noites quentes, promovem mais irritações na pele – Verdadeiro

A transpiração, independentemente da sua origem, promove naturalmente uma perda de água que, numa pele mais fina e sensível como pode estar na menopausa, se verifica de forma ainda mais acentuada. Ora esse ressecamento poderá originar zonas de maior prurido, conduzindo a irritações. O mesmo acontece, muitas vezes, devido aos próprios materiais da roupa de cama, e até dos pijamas. “Suores noturnos conjugados com tecidos sintéticos como o da fronha da almofada, em que a pele do rosto vai repousar toda a noite, não serão de todo a conjugação ideal. O cenário perfeito será tentar beber água, se estiver a transpirar muito, deixar o corpo arrefecer um pouco e optar por fronhas de seda, que deixam a pele respirar melhor”, esclarece a Dermatologista.

Outros artigos sugeridos

go to top

Skinconsult

DIAGNÓSTICO DE PELE BASEADO NUM ALGORITMO DE ENVELHECIMENTO DESENVOLVIDO COM DERMATOLOGISTAS E INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

1 minuto
para analisar
a tua pele

Tira uma selfie

Preenche o perfil

Descobre a tua rotina de skincare personalizada

Linhas finasA tua força
Rugas dos
olhos
A tua prioridade
Falta de firmeza

Faz um
Diagnóstico de pele

circle1circle2circle3circle4