OK

OK Cancelar

Obrigado

Fechar

Falta de vitamina E como consequência da menopausa: como evitar

  • Favoritos

Com a idade e especialmente com a menopausa o corpo tem dificuldade em manter algumas vitaminas. Veja como pode evitar a falta de vitamina E.

Falta de vitamina E como consequência da menopausa: como evitar

Sabe o que é que a Vitamina E pode fazer por si?

Reconhecida pelas suas propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, a Vitamina E tem, no organismo, um papel fundamental no metabolismo e proteção das células (particularmente das membranas celulares), sobretudo dos efeitos nefastos dos radicais livres. Destaca-se ainda pela sua ação na função imunitária, sendo importante para a produção de glóbulos vermelhos. 

Pelas funções que assume, é uma vitamina particularmente relevante também no pós-menopausa, sendo frequente vê-la integrada  em séruns ou cremes anti-aging. Para além disso:

  • Ajuda a melhorar a estrutura óssea em caso de osteoporose;
  • Diminui o risco cardiovascular (graças ao seu perfil lipídico positivo, baixo colesterol e fatores de coagulação sanguínea)
  • Diminuição da secura vaginal

Infelizmente, e tal como acontece com a maioria das vitaminas existentes no nosso corpo, os seus níveis no sangue tendem a diminuir com a idade. Durante a menopausa, o ritmo desta diminuição é acelerado, tornando-se extremamente difícil a sua manutenção no organismo.

O que acontece quando temos falta de Vitamina E?

Níveis fracos de Vitamina E podem acarretar sintomas neurológicos, incluindo alterações no equilíbrio e coordenação, lesões nos nervos, fraqueza muscular e lesões na retina.

Fontes de Vitamina E

A boa notícia é que, embora pareça que os timings do corpo humano estão a trabalhar contra si, existem várias coisas que pode fazer para evitar a falta de Vitamina E e contornar esta redução natural! Na sua origem, sintetizada unicamente pelas plantas, continua a poder encontrá-la nos produtos vegetais, cujas principais fontes são os óleos de origem vegetal (amendoim, soja, palma, milho, cártamo, girassol, etc.) e, com menor expressão, as sementes e grãos de cereais.  Incluir estes alimentos na sua dieta poderá fazer milagres pelo seu organismo, evitando a deficiência dos seus níveis.

Tome nota da lista de compras a ter sempre à mão:

  • Óleo de Gérmen de Trigo
  • Sementes de Girassol
  • Amêndoas
  • Óleo de avelã
  • Amendoim
  • Abacate
  • Pimentão doce
  • Manga
  • Kiwi
  • Azeite
  • Manteiga de Côco

Outros artigos sugeridos

Qual a dieta que deve seguir na menopausa?

Pele & nutrição

Qual a dieta que deve seguir na menopausa?

Está provado que a frequência de sintomas irritantes que ocorrem durante a menopausa podem ser significativamente reduzidos com uma dieta equilibrada que fornece todos os nutrientes necessários. Descubra quais são os alimentos em que se deve concentrar.

ler artigo

go to top