OK

OK Cancelar

Obrigado

Fechar
Previous

QUAL É A LIGAÇÃO ENTRE O MICROBIOMA DO COURO CABELUDO E A CASPA?

Previous

QUAL É A LIGAÇÃO ENTRE O MICROBIOMA DO COURO CABELUDO E A CASPA?

O que é o microbioma do couro cabeludo?

R.J.: O microbioma é o ecossistema invisível de microrganismos vivos que é parte integral da superfície do couro cabeludo e consiste principalmente de bactérias (essencialmente Staphylococcus epidermidis e propionibacterium acnes, agora conhecido por cutibacterium acnes) e levaduras (com predominância forte de Malassezia restricta).Existem milhões de microrganismos por cm2! Como em qualquer ecossistema, estes organismos vivem num equilíbrio uns com os outros e com a pele do couro cabeludo, que lhes proporciona nutrientes essenciais, sobretudo através de transpiração e sebo.

Tal como a pele da face e do corpo, o papel deste microbioma é proteger o couro cabeludo de microrganismos patogénicos. Cada um tem o seu próprio  microbioma do couro cabeludo e pode variar dependendo das estações do ano, ou até durante o mesmo dia - se lavar o cabelo, por exemplo.

Como pode este microbioma afetar a caspa?

R.J.: A Malassezia restricta é considerada ser a principal responsável pelo aparecimento de caspa. Investigação mais recente na L'Oréal (1) revelou que estas leveduras estão presentes em quantidades dez vezes maiores em couros cabeludos com caspa comparados com os que não têm esta condição. As nossas experiências in vitro demonstraram que Malassezia restricta é tóxica para as células do couro cabeludo. Ainda não se sabe quais são os mecanismos que levam à produção de caspa e estão a decorrer vários estudos para avaliar diferentes hipóteses.Também se observou um desequilíbrio nas populações bacterianas, com um aumento das quantidades de Staphylococcus e um decréscimo das quantidades de Cutibacterium acnes nas áreas do couro cabeludo com caspa. Estamos então a tentar perceber a origem deste desequilíbrio do microbioma (conhecido por disbiose) e entender se está diretamente relacionado com a caspa ou não.
Um fator do qual estamos seguros é que o sebo do couro cabeludo, do qual a Malassezia se alimenta, é essencial para a formação de caspa. Sem a produção de sebo, que é o que acontece com as crianças (por exemplo), não existe caspa!

Existem outros fatores responsáveis pela caspa?

R.J.: Um outro fator que acreditamos estar involvido, além da Malassezia e do sebo, é a predisposição do indíviduo de ter caspa. Certas pessoas têm maior predisposição para desenvolver caspa do que outras, tanto por terem um couro cabeludo seco ou por terem problemas na função barreira da pele do couro cabeludo, ou por terem defesas antioxidantes ou imunes que não funcionam adequadamente. É por esta razão que a caspa é uma condição tão comum, que se pensa afetar - num ponto ou noutro da vida de um indíviduo - quase metade da população mundial.

A Malassezia restricta é considerada ser a principal responsável pelo aparecimento de caspa