getGeoIPCountryCode = SiteAppCode = PT Test : 'PT/'

OK

OKCancelar

Obrigado

Fechar

Produtividade vs Horas de trabalho

Produtividade vs Horas de trabalho
  • Favoritos

De certeza que já lhe perguntaram quantas horas trabalha por dia ou até já lhe disseram que anda a trabalhar demais, verdade? Trabalhar muitas horas e muitas vezes é, não raras vezes, associado, com o sucesso e produtividade do trabalhador. No entanto, depois de vários estudos a indicarem que é possível concentrar o seu trabalho, de forma mais produtiva, dentro das nove horas legais, o que falta para darmos esse passo?

O dia começa e, ainda na cama, começamos a ler os e-mails que aterraram desenfreadamente, durante a noite, na caixa de entrada do correio electrónico; levantamo-nos, já a pensar numa das tarefas que temos de organizar para esse dia, e vamos arranjar-nos para sair de casa. O pequeno-almoço “mastiga-se” apressadamente, entre o pensamento laboral número um e o pensamento laboral número dois. Começa a contar a correria no trânsito, os sinais que teimam em ficar vermelhos e “pffff, já é tão tarde!”- mesmo que só tenham passado três minutos desde que entrámos no carro. A chegada à empresa é feita a todo o gás e a meio da manhã já há trabalho equivalente a quatro meses de preocupações. Nem sempre há tempo para o almoço e a tarde voa até à noite. As noitadas no escritório começam a ser um hábito e não uma, raríssima, exceção. Depois, dormir e, no dia seguinte, “premir play e repeat”. Os dias são passados assim e a insatisfação começa a aumentar e a produtividade a diminuir.

Este fenómeno acontece porque existe uma tendência para associar o número de horas de trabalho ao sucesso, empenho e produtividade de um trabalhador. Chega mesmo a ser uma forma de aceitação social e quem não trabalha muitas horas acaba por ser considerado preguiçoso ou incompetente, havendo, aliás, empresas que premeiam o número de horas que um trabalhador dedica a um projecto ou que pagam as “horas extraordinárias”. Mas de acordo com este artigo, da Harvard Business Review, que compila inúmeros estudos sobre o assunto, “passar mais horas a trabalhar pode ser prejudicial, quer para o trabalhador, quer para a empresa”. Neste estudo concluiu-se ainda que os principais gestores não conseguiram distinguir os trabalhadores que realmente trabalhavam dentro do horário, estabelecido por lei, daqueles que fingiam trabalhar. E, mesmo penalizando os que aparentemente não apresentavam resultados, não foi possível encontrar qualquer prova que indicasse que os colaboradores que passavam mais tempo no escritório obtivessem mais resultados, e vice-versa. Logo, o tempo não deve ser um indicador de produtividade.

A essa conclusão também já chegaram quase todas as empresas dos países nórdicos e da Alemanha, onde os trabalhadores só podem laborar até meio da tarde. Caso pretendam ficar depois da hora de saída (16h/17h), rapidamente lhes perguntam o que está errado e porque é que não estão a conseguir gerir o seu tempo. E, em muitos casos, as luzes desligam e não é mesmo possível continuar no escritório. Levar trabalho para casa também não é comum nem é visto com bons olhos. A noção de trabalho é simples: o horário de trabalho existe para ser cumprido e dentro desse período o trabalhador deve produzir da forma mais eficaz possível. As horas que restam devem ser dedicadas à família, aos amigos, ao lazer, à cultura, no fundo, a tudo aquilo que torna um colaborador realizado e feliz- com vista a aumentar a produtividade, pois maior satisfação impulsiona maiores ritmos de produção.

Por cá, estas medidas ainda parecem utópicas, mas se começar a alterar a forma de agir aos poucos vai ver que poderá atingir resultados surpreendentes. E, não se preocupe com os comentários dos colegas por sair às 18 horas: não, não vai “tirar a tarde”, simplesmente foi produtiva no tempo estipulado para o ser. Experimente trabalhar exclusivamente dentro do horário estipulado, não responda nem envie e-mails fora de horas, reserve os fins-de-semana para descansar e no final do mês apresente resultados de produtividade aos seus chefes ou mesmo aos seus colegas. Juntos, podem começar a mudar. Verá que a produtividade irá aumentar exponencialmente e que sentirá o seu corpo e a sua vida muito mais equilibrado.

Produtos sugeridos

  • {Produto_Nome}
  • Best-seller

    {Produto_Nome}
  • {Produto_Nome}

    Slow Âge

    Slow Âge Olhos

    Creme cuidado de olhos
  • Outros artigos sugeridos

    6 formas de dormir melhor durante a menopausa

    Os Melhores Conselhos

    6 formas de dormir melhor durante a menopausa

    Nas últimas fases da menopausa, as 'ondas de calor' podem perturbar a sua noite de sono, provocar insónias e ansiedade e impedi-la de descansar, o que é essencial para o seu bem-estar e para a beleza da sua pele. No entanto, há um plano de cinco passos que pode ajudá-la a dormir melhor e a sentir-se revigorada ao acordar.

    ler artigo

    3 mulheres inspiradoras aos 50 anos

    Os Melhores Conselhos

    3 mulheres inspiradoras aos 50 anos

    A imagem de uma senhora sentada em casa, com pantufas e gatos, já não corresponde ao que sempre idealizamos para os 50 anos. Diz-se que são os novos 30. E com razão!

    ler artigo

    go to top