NOVO  Informações-chave sobre a política de cookies do nosso site. Descubra aqui.  Agora.

Se não tiver qualquer acção o sistema irá assumir que aceitou a nossa política de cookies.

Fechar

getGeoIPCountryCode = SiteAppCode = PT Test : 'PT/'

A marca Vichy está empenhada em preservar a confidencialidade dos dados pessoais que você transmite através deste formulário. Os dados pessoais recolhidos através deste formulário estão sujeitos a um tratamento concebido exclusivamente para Vichy, para efeitos de gerir o seu registo e gestão de orientação ao consumidor. Sob este tratamento, concordo que meus dados são transferidos em subsidiárias no exterior da UE, alguns deles não têm um nível adequado de protecção na acepção da Lei de Protecção de Dados e Liberdade.

Tem o direito de excluir dados de acesso, rectificação e oposição que lhe dizem respeito. Você pode exercer esse direito, a qualquer momento, enviando um e-mail para  [email protected]

Pode consultar a qualquer momento o seu Política de protecção de dados pessoais e as nossas Menções Legais.

OK

OKCancelar

Obrigado

Fechar

Alimentos fermentados: sim, sim e sim!

Alimentos fermentados: sim, sim e sim!
  • Favoritos

Há muitos anos que se diz para evitar alimentos fermentados, mas confie em nós, a sua pele e o seu sistema digestivo têm outra opinião. Afinal, estamos perante alimentos que fornecem enzimas, vitaminas e bactérias boas para o normal funcionamento da flora intestinal, e ainda que produzem moléculas de assimilação fácil. Tão importante como introduzi-los na sua alimentação, é saber quais deve escolher e em que quantidades. Tome nota!

São todos os alimentos obtidos através da ação de bactérias ou fungos do alimento original, adquirindo um sabor, textura e estabilidade diferentes, e tendo, na maioria das vezes, um sabor mais amargo ou ácido. Este processo produz uma aceleração no crescimento de nutrientes probióticos essenciais já contidos no alimento. O resultado? Um aumento do nível de bactérias boas no seu sistema digestivo, o que não só pode melhorar esse processo em si, como também reforçar o seu sistema imunológico, ajudar na perda de peso e até em melhorias da pele. Tudo isto sem um único suplemento à vista!

Conheça os alimentos:

Iogurte: Para uma maior eficácia probiótica sugerimos que seja sem açúcar, sem adoçantes e natural;

Leites fermentados: Evite as opções açucaradas ou com adoçantes artificiais;

Kefir da Europa Oriental: Uma bebida espessa e azeda, semelhante ao iogurte, que é no fundo uma grande fonte de vitamina D;

Chucrute ou Sauerkraut: São legumes fermentados com um sabor semelhante aos pickles e que podem ser consumidos juntamente com as refeições (uma colher de sopa por dia é suficiente para beneficiar das vantagens deste alimento). A couve branca, cenoura e pepino são os mais utilizados;

Kimchi: É a versão oriental do saurekraut e é normalmente preparado com couve chinesa e diferentes especiarias, criando um sabor mais picante. Existem também versões feitas com pepino e alho francês;

Kombucha: Bebida feita a partir do chá preto ou verde;

Tempeh e Miso: Feito de soja fermentada, é uma excelente fonte de proteína responsável por estimular a produção de colagénio. Substituindo a carne ou peixe tradicional com tempeh ou miso é uma óptima forma de incorporar estes dois produtos na sua dieta alimentar.

A que deve ter atenção quando escolher?

Nem todos os alimentos fermentados são bons. De facto, o que mais importa é o processo de fermentação em si: Quanto mais natural este processo for, melhor, uma vez que, por vezes, é acelerado por produtos químicos. Em relação à quantidade, considere que necessitamos de doses pequenas deste tipo de alimentos já que as suas funções são essencialmente catalíticas.

Produtos sugeridos

  • 21459Sérum53IdéaliaFACE CARESérumAnti-Envelhecimento
    {Produto_Nome}
  • 21457Olhos00IdéaliaFACE CARECuidado de OlhosAnti-Envelhecimento
    {Produto_Nome}

    Idéalia

    Olhos

    Cuidado de Olhos

  • 21466Creme Dia Pele Seca00IdéaliaFACE CARECuidado de DiaAnti-Envelhecimento
    {Produto_Nome}
  • Outros artigos sugeridos

    6 formas de dormir melhor durante a menopausa

    Os Melhores Conselhos

    6 formas de dormir melhor durante a menopausa

    Nas últimas fases da menopausa, as 'ondas de calor' podem perturbar a sua noite de sono, provocar insónias e ansiedade e impedi-la de descansar, o que é essencial para o seu bem-estar e para a beleza da sua pele. No entanto, há um plano de cinco passos que pode ajudá-la a dormir melhor e a sentir-se revigorada ao acordar.

    ler artigo

    3 mulheres inspiradoras aos 50 anos

    Os Melhores Conselhos

    3 mulheres inspiradoras aos 50 anos

    A imagem de uma senhora sentada em casa, com pantufas e gatos, já não corresponde ao que sempre idealizamos para os 50 anos. Diz-se que são os novos 30. E com razão!

    ler artigo

    go to top