A marca Vichy está empenhada em preservar a confidencialidade dos dados pessoais que você transmite através deste formulário. Os dados pessoais recolhidos através deste formulário estão sujeitos a um tratamento concebido exclusivamente para Vichy, para efeitos de gerir o seu registo e gestão de orientação ao consumidor. Sob este tratamento, concordo que meus dados são transferidos em subsidiárias no exterior da UE, alguns deles não têm um nível adequado de protecção na acepção da Lei de Protecção de Dados e Liberdade.

Tem o direito de excluir dados de acesso, rectificação e oposição que lhe dizem respeito. Você pode exercer esse direito, a qualquer momento, enviando um e-mail para  [email protected]

Pode consultar a qualquer momento o seu Política de protecção de dados pessoais e as nossas Menções Legais.

OK

OKCancel

Thank you

Close

Slow Life, Quick happiness

Já ouviu falar do movimento Slow Life? Estivemos a investigar e podemos garantir-lhe: tem tudo para ser a via mais rápida para a felicidade (mesmo que a velocidade esteja proibida nesta nova forma de estar e encarar a vida).

Contrária às exigências de um ritmo diário cada vez mais agitado, impulsionado por uma multiplicidade de redes sociais, plataformas e aparelhos que nos permitem estar sempre on, a filosofia defendida pelo Slow Life desafia-nos a fazer um esforço inverso àquele que nos é natural, e a abrandar. E desengane-se se pensa que estamos a falar apenas de mais sestas ou momentos de descontração. Este movimento defende mesmo um ritmo lento, seletivo e consciente.

Carl Honoré, que o Huffington Post considerou ser o fundador deste movimento, considera que "o ponto central desta filosofia é termos mais tempo para fazer as coisas e, assim, poder apreciá-las".


  • Falar em vez de enviar apenas mensagens curtas
  • Cozinhar, comer e desfrutar da refeição, em vez de optar por "comida rápida" – Os livros do Jamie Oliver são uma boa aquisição, como as “100 receitas para ser feliz”.
  • Tirar tempo para dedicar a apenas uma ação - o multitasking não é tão benéfico quanto se tem feito crer
  • Escolher sempre qualidade em detrimento da quantidade

Devagar não é sinónimo de ficar para trás, mas de ter oportunidade para aproveitar realmente o momento (família, amigos, um trabalho, ou, até, a digestão!), algo que o movimento promove, refutando as conotações mais negativas normalmente atribuídas ao termo "slow". Na verdade, todos os seus pontos focam apenas uma ação: a de restauro do equilíbrio físico e mental de cada um de nós.
Consegue cumprir os 4 princípios-chave durante um ou dois dias? Tire o próximo fim de semana para si e experimente!

Produtos sugeridos

Outros artigos sugeridos

panquecasdeaveia

Rosto

3 Snacks saudáveis e práticos para o Inverno

Com a chegada do frio, a comida de conforto volta também à ordem do dia e fica cada vez mais difícil resistir ao aroma perfumado e  quente dos bolos que saem do forno ou das bolachinhas que acompanham o chá a ferver.

ler artigo

go to top