A marca Vichy está empenhada em preservar a confidencialidade dos dados pessoais que você transmite através deste formulário. Os dados pessoais recolhidos através deste formulário estão sujeitos a um tratamento concebido exclusivamente para Vichy, para efeitos de gerir o seu registo e gestão de orientação ao consumidor. Sob este tratamento, concordo que meus dados são transferidos em subsidiárias no exterior da UE, alguns deles não têm um nível adequado de protecção na acepção da Lei de Protecção de Dados e Liberdade.

Tem o direito de excluir dados de acesso, rectificação e oposição que lhe dizem respeito. Você pode exercer esse direito, a qualquer momento, enviando um e-mail para  servico.consumidor.lop@gmail.com

Pode consultar a qualquer momento o seu Política de protecção de dados pessoais e as nossas Menções Legais.

OK

OKCancel

Vem aí um bebé: as coisas que ninguém lhe diz

Ter um novo membro da família a chegar é um acontecimento incrível que vai fazer com que, sem que se aperceba, comece a sorrir no final de cada frase sobre o tema.


É uma nova forma de encarar o dia a dia, e uma perspectiva diferente sobre um futuro que também faz nascer borboletas na barriga. Costuma dizer-se que todo o processo está biologicamente estimado para 9 meses, para que seja permitida uma habituação gradual a uma nova etapa. No entanto, logo a partir dos primeiros meses, existem rotinas que poderá ter de alterar. Sempre para melhor; sempre para que se prepare, sem percalços, para o que está para vir.
Temos um conjunto de dicas infalíveis para a ajudar nessa transição - coisas que, realmente, ninguém lhe diz!

1. Dê as boas-vindas ao desconhecido


Os livros sobre parentalidade poderão ajudar com alguns detalhes, mas a hipótese de faltar quase tudo é aquela a que se deverá habituar: há informação que apenas a (sua) experiência revela. Prepare-se sempre para ser cada vez mais flexível e conseguir lidar com o inesperado. Todas as crianças são diferentes e exigem que nos adaptemos às suas personalidades únicas.

2. Noites (muito) curtas


Um dos dons que todos temos, nos primeiros tempos de vida, é o de possuirmos um relógio interno com pontualidade britânica! E o alarme soa, quase sempre, em forma de choro. Provavelmente, será este um dos pontos de maior desconforto inicial: as necessidades de alimentação do seu filho irão perturbar os seus padrões de sono anteriores. A nossa sugestão? Procure aconselhamento especializado que ajude o seu bebé a dormir melhor, através de dicas como a massagem suave antes de dormir. Não se esqueça, porém, de si. A sua família precisa que esteja mais presente do que nunca, e não irá conseguir fazê-lo em casos de cansaço acumulado: faça turnos e aproveite todos os minutos para pequenas sestas!





3. Problemas de pele


O
International Dermal Institute declara que 10-15% das mulheres grávidas desenvolvem melasma: manchas de pigmentação mais escura no rosto. Depois do nascimento do bebé, as manchas em causa desaparecem, mas poderá vir a debater-se com outros problemas de pele, como estrias no corpo, acne, pequenos derrames, secura e aumento da sensibilidade à medida que os níveis hormonais se reajustam. Regra geral, nenhuma das condições enumeradas dura mais do que alguns meses, mas evitar o sol, utilizar um FPS alto e produtos de cuidado corporal para combater as estrias, são sempre bons conselhos.

4. Queda de cabelo pós-parto


Esta situação é uma das mais comuns entre o terceiro e o sexto mês após o nascimento do seu filho. Por isso, já sabe: se começar a encontrar fios de cabelo em maior quantidade do que o habitual no duche ou na escova, não se preocupe. Este tipo de queda é apenas temporária e está relacionada com a descida acentuada dos níveis de estrogénio no seu corpo. Saiba, porém, que a amamentação não é o motivo pelo qual isso acontece, pelo que deixar de o fazer (com esse propósito) não irá solucionar a questão. Produtos para couro cabeludo sensível, de farmácia, de cuidados diários suaves, serão uma boa estratégia. O problema é mais evidente em casos de cabelo comprido, mas é ainda mais fácil de resolver: aproveite a nova fase da sua vida para um novo
look. Afinal, um corte pode bem ser a solução!

5. Vale a pena o trauma


Aconteça o que acontecer, ter um filho é um dos momentos mais marcantes e emocionantes de sempre. Faça pequenas pausas, durma a meio do dia, descanse quando puder, ligue a música e desfrute, abrace o caos e faça o melhor que puder. No fim de contas, somos peritas em ser malabaristas do tempo e rir vai ser sempre uma boa forma de terminar o dia.

O nosso produto icónico

Mais lidos

go to top