Notificação de Newsletter

Quero manter-me informado/a de todas as novidades da marca

  • research
  • Points de vente
  • newsletter
  • My Skin

Alimentos fermentados: sim, sim e sim!

Há muitos anos que se diz para evitar alimentos fermentados, mas confie em nós, a sua pele e o seu sistema digestivo têm outra opinião. Afinal, estamos perante alimentos que fornecem enzimas, vitaminas e bactérias boas para o normal funcionamento da flora intestinal, e ainda que produzem moléculas de assimilação fácil. Tão importante como introduzi-los na sua alimentação, é saber quais deve escolher e em que quantidades. Tome nota!

São todos os alimentos obtidos através da ação de bactérias ou fungos do alimento original, adquirindo um sabor, textura e estabilidade diferentes, e tendo, na maioria das vezes, um sabor mais amargo ou ácido. Este processo produz uma aceleração no crescimento de nutrientes probióticos essenciais já contidos no alimento. O resultado? Um aumento do nível de bactérias boas no seu sistema digestivo, o que não só pode melhorar esse processo em si, como também reforçar o seu sistema imunológico, ajudar na perda de peso e até em melhorias da pele. Tudo isto sem um único suplemento à vista!

Conheça os alimentos:

Iogurte: Para uma maior eficácia probiótica sugerimos que seja sem açúcar, sem adoçantes e natural;

Leites fermentados: Evite as opções açucaradas ou com adoçantes artificiais;

Kefir da Europa Oriental: Uma bebida espessa e azeda, semelhante ao iogurte, que é no fundo uma grande fonte de vitamina D;

Chucrute ou Sauerkraut: São legumes fermentados com um sabor semelhante aos pickles e que podem ser consumidos juntamente com as refeições (uma colher de sopa por dia é suficiente para beneficiar das vantagens deste alimento). A couve branca, cenoura e pepino são os mais utilizados;

Kimchi: É a versão oriental do saurekraut e é normalmente preparado com couve chinesa e diferentes especiarias, criando um sabor mais picante. Existem também versões feitas com pepino e alho francês;

Kombucha: Bebida feita a partir do chá preto ou verde;

Tempeh e Miso: Feito de soja fermentada, é uma excelente fonte de proteína responsável por estimular a produção de colagénio. Substituindo a carne ou peixe tradicional com tempeh ou miso é uma óptima forma de incorporar estes dois produtos na sua dieta alimentar.

A que deve ter atenção quando escolher?

Nem todos os alimentos fermentados são bons. De facto, o que mais importa é o processo de fermentação em si: Quanto mais natural este processo for, melhor, uma vez que, por vezes, é acelerado por produtos químicos. Em relação à quantidade, considere que necessitamos de doses pequenas deste tipo de alimentos já que as suas funções são essencialmente catalíticas.

O nosso produto icónico

Mais lidos

Oranges-experts-juicy-tips-for-beautiful-skin

Nutrição

Sumo de laranja ou elixir de beleza?

Estamos todos cada vez mais conscientes da importância de consumir cada vez mais frutas e vegetais de folhas verdes mas, quando o assunto é a vitamina C, há uma vencedora que não perde o trono: a laranja.

leia o artigo

Nutrição

5 conselhos para ser mais organizada

Voltámos do verão com uma necessidade imperiosa de organização. As ideias surgidas nos dias livres não nos saem da cabeça e o ritmo alucinante de Setembro, com e-mails a cair a cada 5 segundos, faz soar o alarme: Arrumar o quarto, o escritório, a casa e até os armários da casa de banho. Tudo para (re)começar com o pé direito. Mas será que chega?

leia o artigo

go to top