Notificação de Newsletter

Quero manter-me informado/a de todas as novidades da marca

  • research
  • Points de vente
  • newsletter
  • My Skin

5 conselhos para ser mais organizada

Nº1 Aponte e faça listas

Atenção, estamos a falar de algo metódico e não de 20 listas em cadernos diferentes. Utilize um único local para apontar, smartphone ou caderno, e ande sempre com ele na carteira. Fazer uma lista é uma boa forma de economizar tempo e de selecionar o que realmente é importante para si, hierarquicamente. Colocar os assuntos por pontos retrata a organização de hábitos, projetos, desejos e até de necessidades. Quem não se lembra da lista de prós e contras dos filmes de adolescentes para escolher o homem certo? Sabemos que hoje já não precisamos desse tipo de apontamentos, mas saiba que a lógica nem era assim tão desprovida de sentido. Até porque “definir os passos para cumprir um objetivo é meio caminho andando para lá chegar”- explica Bárbara Ramos Dias.E, claro, não se esqueça de riscar tarefas, é um processo que até pode até ser relaxante. Já alguma vez chegou a casa com tudo comprado de uma lista de supermercado onde estava tudo? Além de poupar dinheiro, não corre o risco de se esquecer dos ovos para aquela tarte especial.

A lista das listas : Todas as áreas da nossa vida podem ser listadas: casa, trabalho, saúde, beleza, desejos, hotéis, livros para ler. Há sempre bons pretextos para listar. Mas como é que pode garantir que realmente cumpre aquilo que escreveu? Além do compromisso consigo mesma, que acabámos referir, podemos ainda recomendar-lhe aplicações para lhe dar o “empurrão” de que necessita, tais como a Wunderlist, a Keep ou a Notes. Estas aplicações vão relembrá-la daquilo que tem « por fazer », vão ajudá-la a definir objetivos, vão acompanhar o seu desempenho, apontar as suas notas e ideias e, até, sincronizar tarefas com os seus familiares e amigos.

N°2 Deitar fora, dar, selecionar… Agora!

Escolher. Bem sabemos o quanto uma peça pode parecer ser importante, mas quer um conselho? Faça a seguinte questão: Há quanto tempo não usa esta peça? Esta pergunta é válida para livros, cds, papéis, utensílios de cozinha,... São realmente importantes? Utiliza tudo? É certo que há coisas que têm valor sentimental, mas duvidamos, seriamente, que tanta emoção caiba nas suas gavetas. Verá que quando começar a fazer uma seleção do que realmente precisa e a libertar espaço nos seus armários, tudo vai começar a parecer mais organizado “Ao arrumar as gavetas da sua casa, estará, em simultâneo, a organizar a sua cabeça e os seus pensamentos. Sentir-se-á melhor e a sua autoestima ficará reforçada.» - Explica a psicóloga. Outro ponto importante, em todo este processo, é a separação da roupa por estações. Pode utilizar sacos de vácuo para colocar as suas roupas numa caixa própria até à próxima estação e ainda vai sentir o cheirinho a lavado passados vários meses.

Sabia que? Ao mesmo tempo que toma decisões importantes e faz escolhas, está a trabalhar sobre a sua confiança. Segundo a especialista “ter iniciativa em relação a itens próprios, decidir se ‘ficam’ ou ‘vão’, reforça a sua confiança - útil para outros setores da sua vida”.

N°3 Crie e gira o seu próprio tempo

A gestão do tempo: este é um tópico que daria « pano para mangas »! Comece por fazer um mapa de horas e tome nota do tempo que gastou alocado a cada projeto durante uma semana. Seja verdadeira. Quanto tempo levou a ler e-mails? E quanto tempo perdeu a ir de uma reunião para outra? Quantos minutos esteve ao telefone com uma amiga? E a fazer o jantar? Aponte tudo, seja minuciosa. Garantimos-lhe que vai encontrar alguns focos de má gestão rapidamente. Se fizer esta ação durante um mês vai, igualmente, ajudá-la a perceber o que lhe « tira » mais tempo e o que, por outro lado, está a fazer de forma correta. A partir desta análise, poderá reequilibrar e gerir tudo melhor. E atenção: não se esqueça de registar os minutos passados nas redes sociais ao longo do dia. É provável que se surpreenda com o número de horas que isso representa ao final de um mês.

N°4 Trabalho de grupo

Sabe como é importante trabalhar em equipa, mas provavelmente não tem a noção real do quanto pode ajudá-la a gerir melhor o seu bem precioso: o tempo. Um dos princípios mais importantes da organização é saber delegar. Seja em casa, seja no escritório. Organizar o mundo à sua volta tem de começar com pequenos gestos e nada como utilizar a sua família como cobaia.

Comece por ensinar aos seus filhos a importância de fazer todas as tarefas de casa e troque “serviços” com eles. Faça tudo por etapas e vai ver que ao fim de uns tempos já verá os resultados.

N°5 Um lugar para cada coisa

Não guarde uma cópia de cada objeto. Ordene por tema e em caixas personalizadas a gosto (por exemplo, pode forrar com recortes de revistas algumas caixas de sapatos que já não usa e depois plastificar). Assim, poderá organizar os seus batons, medicamentos, o seu kit de costura ou de DIY.

No seu closet, mantenha as roupas arrumadas por género e cor (casacos, blazers, vestidos, saias, blusas) e o mesmo se aplica às suas gavetas. Aplique pequenas divisões / separações para organizar a roupa interior, as meias, os lenços ou os cintos. O objetivo? Não sobrepor! Já sabe que é o primeiro passo para voltar ao seu ex-caos « organizado ». Além disso, vai reparar que quando sabe onde está tudo, poupa muito tempo. Uma casa arrumada traz tranquilidade, equilíbrio emocional e proporciona uma melhor gestão de tempo. Ao organizar a casa o processo de  alterar pequenos hábitos e rotinas torna-se mais simples. Ganhe tempo de qualidade e faça o que realmente lhe dá prazer. »- Remata a psicóloga.

Artigo realizado com o apoio de Bárbara Ramos Dias, Psicóloga clínica e Brd Teen - Psicóloga do Adolescente.

Escrito

Mais lidos

Oranges-experts-juicy-tips-for-beautiful-skin

Nutrição

Sumo de laranja ou elixir de beleza?

Estamos todos cada vez mais conscientes da importância de consumir cada vez mais frutas e vegetais de folhas verdes mas, quando o assunto é a vitamina C, há uma vencedora que não perde o trono: a laranja.

leia o artigo

Rosto

Slow Life, Quick happiness

Já ouviu falar do movimento Slow Life? Estivemos a investigar e podemos garantir-lhe: tem tudo para ser a via mais rápida para a felicidade (mesmo que a velocidade esteja proibida nesta nova forma de estar e encarar a vida).

leia o artigo

go to top